Photobucket
"Sou um coração batendo no mundo"
Photobucket

Pombinha da Paz

"Por um mundo melhor"
Photobucket
"
Pombinha da Paz"
Se você quiser ajuda-la a dar volta ao mundo leve-a para seu blog também!
Você é oPhotobucket do Meu Cantinho no Japão...
Selinho de Participante....

Selinho de Participante...

♥ Corações ♥ do Meu Cantinho no Japão

domingo, 29 de julho de 2012

Matsuri de Oizumi machi

Verão no Japão é sinônimo de muito calor, muita festa e animação. Um das atrações do verão são os festivais populares (matsuri), realizados em todo o país. O clima envolvente e a temporada de férias conquistaram também os brasileiros, que aproveitam a oportunidade para se aproximarem mais da comunidade japonesa.

















   Engana-se quem pensa que por estar acostumado com o clima do Brasil vai facilmente aguentar o calor do Japão.O verão aqui é muito abafado, quase que insuportável..Ar condicionado e ventiladores são itens imprescindíveis  para passar o verão.
 No Japão é proibido soltar fogos de artifício fora de época.Os shows  só podem ser feitos durante os meses de julho e agosto.O Hanabi é uma das festividades de verão que atraem multidões que disputam os melhores lugares para verem os fogos.
 E assim como tudo no Japão, o hanabi não é uma simples queima de fogos. Como sempre, os japoneses buscam a perfeição em tudo o que fazem, e neste espetáculo, o objetivo é plenamente atingido. E é um show gratuíto.

Aproveitando esse clima de festivais de verão...convido a todos a participarem do sorteio de aniversário do
Denguinho da Nina...
http://nininhavalente.blogspot.jp
Para participar do sorteio basta ser amiguinho( seguidor) do blogger Denguinho da Nina .
E deixar um comentário no  Post  Sorteio de Aniversário do dia 01/08..
Será sorteado algumas lembrancinhas aqui do Japão, lembrando sempre que esse sorteio é somente uma brincadeira para interagir com os amigos.
     As inscrições serão do dia 01 até o dia 10 de agosto e o Sorteio será dia 13 de agosto durante a comemoração de aniversário.  
  O sorteio será realizado via randon. ( será feita uma tabela com o número em ordem crescente com os nomes dos participantes).Será validado somente  1 comentário de cada blogger.

Conto com a participação de todos vocês.


Beijos!
San...

sábado, 28 de julho de 2012

Semear

Photobucket

A nossa vida é semelhante a um jardim
Temos em nossas mãos a cada dia novas sementes
Cada uma delas representa um sentimento
Sentimentos bons e também sentimentos ruins
Se a cada sol que nascer soubermos
Cultivar bem cada sementinha do nosso jardim
O mesmo sempre estará cheio de belas flores
Porém se cultivarmos sementes como o ódio
O rancor, a mágoa, o egoísmo
Nunca chegaremos a ver no jardim uma bela flor
Ela sempre estará murcha.
Se plantarmos sementes como o amor, a amizade,
A solidariedade, o companheirismo, a sensibilidade
A cada dia, ao acordarmos, veremos lindas flores a brotar
A enfeitar os nossos jardins e as nossas vidas
Saiba que as sementes estão em suas mãos
E seu jardim será resultado daquilo que você plantar
Se no seu jardim as flores estão sempre murchas
Arranque-as e plante novas sementes
Permitindo que assim belas flores nasçam
A cada raiar do sol...
{A.D.)






domingo, 22 de julho de 2012

Entrevista - Serginho Groisman à revista Vitrine


“No nosso Brazilian Day, Yoyogi se transforma em território brasileiro”
Serginho Groisman, o apresentador de Altas Horas de TV Globo, esteve  no Brazilian Day 2012. Confira a entrevista exclusiva para a revista Vitrine.

Vitrine: Você está há 11 anos à frente do Altas Horas, trazendo informação e diversão na madrugada. Qual é a expectativa para o aniversário de 12 anos do programa?
Serginho Groisman: Poxa, cada vez que penso em mais um aniversário do Altas Horas fico surpreso com o tempo que estamos no ar. Aqui no Brasil passamos na madrugada e estamos indo bem. Ainda não resolvi onde faremos a festa de aniversário de 12 anos. Um dos meus sonhos é fazer no Japão. Quem sabe no ano que vem...Mas esse ano a idéia é fazer ao ar livre com muita música.

Vitrine: O público adolecente tem um carinho muito grande e especial por você e o seu programa. De que forma o Altas Horas influencia na formação do público jovem?
Serginho Groisman: Não sei se um programa de TV pode influenciar profundamente um jovem em suas atitudes e pensamentos. Acho que se pudermos passar alguns conceitos éticos já está bom. Não sou muito favorável a ficar pregando “verdades” para os jovens porque respeito demais a individualidade e não subestimo a inteligência do espectador.

Vitrine: Você já visitou o Japão inúmeras vezes e não esconde seu amor pelo país. O que mais te fascina no arquipélago?
Serginho Groisman: Verdade, já fui muitas vezes e nunca canso, pelo contrário. O Japão me fascina por várias coisas: o respeito que o povo tem com as pessoas, a tecnologia voltada para o bem comum, o silêncio que é uma forma de respeito, a vontade de trabalhar, as cidades, a comida...Enfim são muitas coisas. Mas existe um outro motivo que me cativa: os brasileiros que me tratam de uma maneira tão especial, tão carinhosa, que me sinto em casa. E o jeito que o pessoal da IPC me recebe e trata. São profissionais talentosos, mas criamos uma amizade que dá saudades assim que volto ao Brasil.

Vitrine: Você se declara um apaixonado por Tóquio. Que outros lugares do Japão você já conheceu e quais tem vontade de conhecer?
Serginho Groisman: É verdade que Tóquio é o lugar que fui todas as vezes. Conheci também Nagasaki mas muito rapidamente. Tenho vontade de conhecer as cidades históricas, ir até o Monte Fuji , conhecer pessoas de outras regiões do país.Quero ter tempo para vir para conhecer as cerejeiras florescendo. Não gosto do frio, mas quero passar uns dias no inverno do Japão para conhecer melhor.

Vitrine: Shibuya, bairro onde acontece o Brazilian Day, parece ter sido adotado por você como o bairro Altas Horas aqui no oriental. De onde nasce esta paixão por este bairro?
Serginho Groisman: É que Shibuya é um bairro onde parece que todas as pessoas de Tóquio fazem questão de ir. Fico fascinado só de ficar parado e ver as diferentes pessoas que passam, com roupas diferentes, cabelos estranhos, atitudes bacanas. É um bairro onde está o Grande Cruzamento que faço questão de ir todas as vezes que estou na cidade. Gosto muito de andar a pé e Shibuia é um bairro para isso. Mas adoro os outros bairros também. Ir aos templos, visitar o Palácio Real, andar por Ginza, ir a Akihabara , enfim, Tóquio é uma cidade muito especial.

Vitrine: Desde 2008, com a grande crise econômica que afetou muito a comunidade brasileira, você tem feito um trabalho intenso no seu programa e no Brazilian Day, para levar alegria, otimismo e esperança aos nossos conterrâneos. Em 2011 o Japão e a nossa comunidade teve que passar por mais uma prova de vida, perante o grande terremoto, tsunami e acidente nuclear de Fukushima. Considerando estas situações, a sua vinda para o Japão passa a ter um outro significado?
Serginho Groisman: Sim. Fiquei muito triste com os terremotos e o tsunami que devastou parte do Japão. Fiquei muito preocupado com os brasileiros por sua situação física e econômica.
Uma vez visitei uma fábrica de alimentos em Tóquio. Como acontece frequentemente, lá estavam os brasileiros trabalhando em turnos de 12, 14 horas. O brasileiro que mais trabalha fora do Brasil é o brasileiro que trabalha no Japão. Sei bem quais são as condições, o jeito de morar, a atitude guerreira que todos tem em busca de um sonho.
Então fiquei bem preocupado com a crise econômica porque sei que ela sempre atinge primeiro os que não moram no país. Sei que muitos voltaram porque no Brasil a situação melhorou, mas muitos voltaram porque não conseguiam mais se fixar no Japão.
Por isso fico feliz em levar um pouco de alegria para os brasileiros no nosso Brazilian Day. É um momento de união, onde o Yoyogi Park se transforma em território brasileiro.

Vitrine: As suas matérias especiais feitas no Japão em 2009 e 2010, nas quais mostrou diversas facetas do país, desde a rotina das fábricas até a tecnologia de ponta japonesa, fizeram um enorme sucesso no Altas Horas. Além de animar o Brazilian Day, quais os planos para o Altas Horas este ano?
Serginho Groisman: Como sempre as matérias que faço para o Altas Horas conta com a produção e captação do pessoal da IPC. E já estamos alinhando algumas reportagens que serão bem legais. Quero mostrar o Brazilian Day e curiosidades do Japão. Ainda não tenho tudo acertado mas as matérias com certeza ficarão ótimas. E é possível que eu faça o quadro “ O Produtor” aí no Japão.

Vitrine: Você é o anfitrião de honra do Brazilian Day e, para alegria dos brasileiros, estará por aqui novamente este ano. Qual é a sua expectativa para o Brazilian Day 2012?
Serginho Groisman: Nesse 2012 quero levar alguns vídeos para agradecer o que já fizeram por mim no Japão.. Além dos shows quero ver a alegria e energia dos brasileiros e japoneses que irão ao evento. Esse ano será em Julho, o que para mim é novidade. Quero sentir o pleno verão japonês com o calor do povo brasileiros. Vai ferver rsrs..

Vitrine: Você já agitou o palco do Brazilian Day no Canadá e nos EUA. Qual é a diferença de apresentar o festival no Japão e nos EUA? Como é a galera dos dois países?
Serginho Groisman: Já apresentei em NY, Toronto, em Londres, em Madrid, em Lisboa. Em comum existe a saudade que todos os brasileiros tem de nosso país. Todos se sentem um pouco mais próximos . Porque é só olhar para o lado que verá outro brasileiro.
Então é uma energia muito boa bem comum a todos os lugares.
O que o Japão tem de diferente, é que a maioria é descendente dessa terra. Então existe alguns hábitos que são herdados da cultura japonesa apesar de terem nascidos no Brasil. É curioso como algumas gerações anteriores resolveram ir ao Brasil e como a geração atual volta ao Japão agora como brasileiros.

Vitrine: Se você tivesse poderes para levar apenas 3 coisas do Japão para o Brasil, que pudesse mudar o nosso querido país para melhor, o que seriam? E o contrário: se pudesse presentear o Japão com as 3 coisas mais maravilhosas que o Brasil tem, o que seriam?
Serginho Groisman: Hahaha essa pergunta é boa...Deixa eu ver: 3 coisas que levaria para o Brasil : A organização econômica, a educação, e o respeito ao próximo. E 3 coisas do Brasil que levaria para o Japão: nossa alegria , nossas praias , e nossa música.

Vitrine: Deixe uma mensagem para os seus fãs que moram no Japão!
Serginho Groisman: Fiquem bem !!! E dia 22 todos no Yoyogi Park para nossa festa. Arigatô

O VII Festival Brasil 2012 ou Brazilian Day Japan aconteceu nos dias 21 e 22 de julho, no Parque Yoyogi, em Tokyo. Com apresentação do Serginho Groisman e com destaque a presença da cantora Preta Gil.

sábado, 14 de julho de 2012

Fazendo as malas...

Photobucket

Cada um tem um jeito de fazer as malas pra viajar.
Tem gente exagerada que enche a mala até estourar,
com medo de ficar sem alternativa.
Tem gente que é mais prática:
coloca o mínimo e corre até o risco de esquecer coisas necessárias.
Você já notou que, mesmo sem saber,
a gente faz a mala todos os dias quando sai de casa?
É a mala do nosso espírito, que deve ser arrumada com muito cuidado.
No decorrer do dia, a gente precisa de coisas fundamentais,
pra que a viagem fique confortável.
Tem coisa que não vale a pena carregar.
Rancor, impaciência, culpa e má vontade,
por exemplo, pesam muito e ocupam espaço demais.
Não tem rodinha que ajude a carregar essa mala.
Mala boa de carregar deve ser feita assim:
encha o fundo com bom humor, sempre.
Nos cantinhos, vá espalhando tolerância, otimismo e delicadeza...
Atenção e humildade também são itens indispensáveis.
Pode abusar de tudo isso, que a mala aguenta...
Procure levar também as lições boas que você aprende com as viagens diárias.
Alguém pode precisar disso...
E é sempre bom ter à mão histórias felizes pra contar.
Ah, tem mais uma coisa:
sorriso, beijo e abraço funcionam como um excelente kit de primeiros socorros.
Ele pode salvar o seu dia.
Então é isso...
Se você tem coisas boas pra encher a mala do seu espírito,
vai perceber que, quanto mais cheia, mais leve ela fica.
E aí, você vai descobrir que a aventura de sair de
casa pode ser muito divertida.
( Lena Gino)

domingo, 8 de julho de 2012

Sábios Conselhos - Cora Coralina‏


 

Um repórter perguntou à Cora Coralina:
O que é viver bem?
Ela lhe disse:

"Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice.
E digo pra você, não pense.
Nunca diga estou envelhecendo, estou ficando velha. Eu não digo.
Eu não digo que estou velha, e não digo que estou ouvindo pouco.
É claro que quando preciso de ajuda, eu digo que preciso.

Procuro sempre ler e estar atualizada com os fatos
e isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida.

O melhor roteiro é ler e praticar o que lê.

O bom é produzir sempre e não dormir de dia.

Também não diga pra você que está ficando esquecida,
porque assim você fica mais.

Nunca digo que estou doente,
digo sempre: estou ótima.

Eu não digo nunca que estou cansada.

Nada de palavra negativa.

Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida,
mais esquecida fica.

Você vai se convencendo daquilo e convence os outros.
Então silêncio!

Sei que tenho muitos anos.
Sei que venho do século passado [século 19],
e que trago comigo todas as idades,
mas não sei se sou velha, não.
Você acha que eu sou?

Posso dizer que eu sou a terra e nada mais quero ser.
Filha dessa abençoada terra de Goiás.
Convoco os velhos como eu,
ou mais velhos que eu,
para exercerem seus direitos.

Sei que alguém vai ter que me enterrar,
mas eu não vou fazer isso comigo.

Tenho consciência de ser autêntica e
procuro superar todos os dias minha própria personalidade,
despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto,
pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.

O importante é semear,
produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade.

Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça.

Digo o que penso, com esperança.

Penso no que faço, com fé.
Faço o que devo fazer, com amor.
Eu me esforço para ser cada dia melhor,
pois bondade também se aprende.

Mesmo quando tudo parece desabar,
cabe a mim decidir entre rir ou chorar,
ir ou ficar, desistir ou lutar;
porque descobri,
no caminho incerto da vida,
que o mais importante é o decidir."

Cora Coralina


domingo, 1 de julho de 2012

FELIZ METADE DO ANO.


O primeiro semestre se foi.

Voando!

E agora é necessário enfrentar
a outra metade.

Enfrentar todos os riscos que
a vida nos prega...

Encarar com coragem os
grandes desafios...

Vamos manter total lucidez...

Façamos o caminho sempre
juntos, pois podemos precisar
de ajuda...

Vamos vencer com êxito todas
as provas que virão...

Com muita calma e prudência...

Sempre atentos aos imprevistos...

Nada de desperdiçar tempo com
pessoas que não se importam com
você...

Nunca cobre o amor de alguém...

Amor é doação!

Não esqueça também de se divertir,
pois sorrir é necessário...
Refaz a alma!

Cooperar um com o outro...

Explorar, ir em frente...

Descobrir, aprender, conhecer...

Tudo é muito importante, até
mesmo a curiosidade, pois com
ela nossos conhecimentos se
desenvolvem...

Saiba que qualquer dificuldade
e tristeza, suportaremos juntos...

Precisamos acreditar que podemos
ir longe.
Muito longe!!

Podemos voar...
Decolar para o sucesso...
Só depende de nós!

Enfim, desejo a vcs que o resto do ano,
tenha resultados extraordinários...

Que seus lindos sonhos sejam
todos realizados...

Para você e para todos que você ama.

(desconheço autoria).




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...