Photobucket
"Sou um coração batendo no mundo"
Photobucket

Pombinha da Paz

"Por um mundo melhor"
Photobucket
"
Pombinha da Paz"
Se você quiser ajuda-la a dar volta ao mundo leve-a para seu blog também!
Você é oPhotobucket do Meu Cantinho no Japão...
Selinho de Participante....

Selinho de Participante...

♥ Corações ♥ do Meu Cantinho no Japão

domingo, 26 de junho de 2011

Quer ser mais Feliz?

A vida da gente é realmente muito dura,
quase ninguém vem a este mundo a passeio.
A maioria vem a trabalho.
E trabalho significa mudar as coisas.
Coisas que não estão certas,
coisas que queremos que sejam melhores
para nós e para os outros.
Mas não adianta tentar consertar o mundo,
e sim a nós mesmos.
Se conseguirmos corrigir em nós
as coisas que sabemos que estão erradas
já teremos cumprido importante tarefa.
Temos que alimentar nossos sonhos…
Devemos sempre sonhar com coisas melhores,
coisas que desejamos realizar.
Sonhar e agir.
Sem ação os sonhos acabam morrendo de inanição.
Dentro de você há toda força que precisa
para fazer tudo o que quer na vida.
Essa força pode estar muito escondida,
mas ela esta lá, esperando que você a descubra…
Espero que você tenha decidido
dar uma virada na sua vida!
Então?

Claro!
Comece por limpar da sua mente
os maus pensamentos.
Dê um “delete”
em tudo que não presta dentro de você.
Sim, faça uma limpeza mesmo!
Arraste tudo para o lixo…
A tristeza, o medo,
o pessimismo (esse, então, nem se fala)
e tudo mais que você considerar negativo
e depressivo.
Trate de ter pensamentos positivos.
Você quer fazer sua vida
ou quer que a vida lhe dê a felicidade
como uma benção, de presente?
A felicidade geralmente tem que ser conquistada,
mesmo que para isso tenhamos que sofrer,
chorar, passar por momentos difíceis.
Mas tudo isso acaba e só não consegue ser feliz
quem não tenta ou quem pára de tentar.
Você quer parar de tentar já?
Se não quer, a vida toda pela frente
você terá pra conquistar sua felicidade…
E o que é a felicidade?
Bem, para mim é amar a vida,
amar a si próprio, amar e respeitar as pessoas
que você gosta como a você mesmo.
Mas você é e sempre será seu melhor amigo.
Por isso, desde já faça por você
tudo aquilo que faria pela pessoa mais querida.
Felicidade é compreender que recebemos
essa existência para aprender e não para exigir.
Nossa evolução depende das atitudes que tomamos
diante de cada acontecimento.
A garra em nos ajustarmos às leis da vida
permite que alcancemos a transformação
que nos conduz à felicidade.
Ela está no próprio caminho e não na chegada,
pois ela é dinâmica não estática.
Felicidade é um estado de espírito,
independe de coisas materiais e de outras pessoas.
Está na sua cabeça e nada nem ninguém
lhe pode privar dela, apenas você mesmo!
Portanto, mãos à obra…
À obra de viver para fazer dos momentos a eternidade,
amando e respeitando nossos irmãos…
Um dia de cada vez.
SEJA MUITO FELIZ!!!
Autoria Desconhecida

Coisas que a vida ensina depois dos 40

Amor não se implora, não se pede não se espera…
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor
O amor… Ah, o amor…
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças…
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente…
Arthur da Távola

domingo, 19 de junho de 2011

Velhas Roseiras

Eu já tive milhares de companheiros e colegas.
Dentre eles, fiz centenas de bons amigos.
Mas nem todas as amizades duraram.
Algumas pareciam sólidas como rochas,
mas não resistiram aos tempos
e às circunstâncias. 
Assim sobraram poucos amigos de infância,
pouquíssimos amigos de escola,
poucos amigos de adolescência,
poucos amigos de juventude.
E pensar que a gente brincava todos os dias,
via-se todos os dias e não saia da casa um do outro…
De repente, outros afetos, outros amigos,
outros interesses, outro tipo de vida,
longos anos de distância e mil preocupações da vida
nos afastaram totalmente.
Agora não sei onde andam e os que vejo aqui e acolá
são amigos de "Bom dia"…
Mas nada acontece.
A gente se respeita e se admira, mas a amizade de infância,
de juventude não volta.
Mudaram eles ou mudei eu?
Ou foi a vida que nos mudou a todos?
Restam algumas amizades fiéis que resistem a tudo… 
O que sei é que fiz muitos amigos
e não conservei aquelas amizades.
De bons amigos que éramos, somos hoje bons conhecidos
que se saúdam de passagem e se respeitam. 
Às vezes nem isso.
Crescemos e nossa amizade ficou lá no passado.
E eu digo a mim mesmo:

Feliz o homem
que sabe cultivar sua roseira!


Talvez não seja tarde…
Roseiras velhas também produzem
rosas lindas e viçosas.
Basta recultivá-las…"
Padre Zezinho

sábado, 18 de junho de 2011

Os Pais Envelhecem




Talvez a mais rica, forte e profunda experiência da caminhada humana seja a de ter um filho. Ser pai ou ser mãe é provar os limites que constituem o sal e o mel do ato de amar alguém. Quando nascem, os filhos comovem por sua fragilidade, seus imensos olhos, sua inocência e graça. Eles chegam à nossa vida com promessas de amor incondicional. Dependem de nosso amor, dos cuidados que temos. E retribuem com gestos que enternecem. Mas os anos passam e os filhos crescem. Escolhem seus próprios caminhos, parceiros e profissões. Trilham novos rumos, afastam-se da matriz. O tempo se encarrega da formação de novas famílias. Os netos nascem. ENVELHECEMOS! E então algo começa a mudar. Os filhos já não têm pelos pais aquela atitude de antes. Parece que agora só os ouvem para fazerem críticas, reclamarem e apontarem-lhe falhas. Já não brilha mais nos olhos deles aquela admiração da infância. E isso é uma dor imensa para os pais. Por mais que disfarcem,todo pai e mãe percebe as mínimas faíscas no olho de um filho. Apenas passaram-se alguns anos e parece que foram esquecidos,os cuidados e a sabedoria que antes era referência para tudo na vida. Aos poucos, a atitude dos filhos se torna cada vez mais impertinente. Praticamente não ouvem mais os conselhos. A cada dia demonstram mais impaciência. Acham que os pais têm opiniões superadas, antigas. Pior é quando implicam com as manias, os hábitos antigos, as velhas músicas. E tentam fazer os velhos pais adaptarem-se aos novos tempos, aos novos costumes. Quanto mais envelhecem os pais, mais os filhos assumem o controle. Quando eles estão bem idosos, já não decidem o que querem fazer ou o que desejam comer e beber. Raramente são ouvidos quando tentam fazer algo diferente. Passeios, comida, roupas, médicos, tudo, passa a ser decidido pelos filhos. E, no entanto, os pais estão apenas idosos. Mas continuam em plena posse da mente. Por que então desrespeitá-los? Por que tratá-los como se fossem inúteis ou crianças sem discernimento? E, no entanto, no fundo daqueles olhos cercados de rugas, há tanto amor. Naquelas mãos trêmulas, há sempre um gesto que abençoa e acaricia. A cada dia que nasce, lembre-se, está mais perto o dia da separação. Um dia, o velho pai já não estará aqui. O cheiro familiar da mãe estará ausente. As roupas favoritas para sempre dobradas sobre a cama, os chinelos em um canto qualquer da casa. Então, valorize o tempo de agora com os pais idosos. Paciência com eles quando se recusam a tomar os remédios, quando falam interminavelmente sobre doenças, quando se queixam de tudo. Abrace-os apenas, enxugue as lágrimas deles, ouça as histórias, mesmo que sejam repetidas, e dê-lhes atenção, afeto... Acredite: Dentro daquele velho coração brotarão todas as flores da esperança e da alegria.
(Texto: do Momento Espírita)

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Felicidade


Se tudo na vida é relativo,
Relativa também é a idéia
Que cada um faz da felicidade.
Para uns, felicidade é Dinheiro no bolso,
Cerveja na geladeira, Roupa nova no armário.
Para outros a felicidade Representa o sucesso,
A carreira brilhante, O simples fato de se achar importante,
(ainda que na verdade as coisas não sejam bem assim).
Para outros tantos, Ser feliz é conhecer o mundo,
Ter um conhecimento profundo. Das coisas da Terra e do ar.
Mas para mim, ser feliz é diferente: Ser feliz é ser gente, ter vida,
Que como dizia o poeta: "É bonita, é bonita, é bonita…"
Felicidade é a família reunida, viver sem chegada,
sem partida sonhar, é chorar, é sorrir…
Felicidade é viver cercado de amor, plantar amizade, é o calor
Do abraço daquele(a) amigo(a), Que, mesmo distante,
Lembrou de dizer: "Alô".
Ser feliz acordar às cinco da matina,
Depois de ter ido dormir às três da madrugada,
Com sono e pra lá de cansado, Só pra dar uma pontinha
Da cama, para o filho dormir.
Ser feliz é ver todo dia
Um sorriso de criança, música, é a dança, a paz, é o prazer
De descobrir a cada dia Que a vida se inicia, Novamente,
A cada amanhecer.
Ser feliz é ter violetas na janela, chá de maçã com canela , pipoca na panela,
E um CD bem méla méla, Para esquentar o coração.
Ser feliz é curtir sol radiante, Frio aconchegante,
Chuvinha ou temporal. Ser feliz é enxergar
O outro (E sabe lá quantos outros, que cruzam nossa estrada).
Ser feliz é fazer da vida, Uma grande aventura,
A maior loucura, Um enorme prazer.
Ser feliz é ser amigo,
Mas antes de tudo é ter amigos,
Maravilhosos,
Exatamente assim.
Como você…


O Sorriso


"O Sorriso embeleza qualquer pessoa, independente
de sua aparência. O Sorriso nos trás forças
e esperanças para lutarmos contra todos os empecilhos.
O Sorriso é universal, tem reflexos por toda parte.
Quando Sorrimos, mostramos que estamos
felizes, de bem com a vida; mostramos que temos esperança
e que não nos deixaremos levar pelos problemas.
Quando Sorrimos passamos a nossa alegria para quem nos
ama, e não damos prazer para quem quer
nos ver chorar. Portanto, SORRIA SEMPRE… para que
o amor que está em Você, BRILHE."

domingo, 5 de junho de 2011

Fale de seus sentimentos

Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças
como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna.. Com o tempo a
repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar,
confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados.
O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia..


Se não quiser adoecer - "Tome decisão"


A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A
indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é
feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder
vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de
doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.


Se não quiser adoecer - "Busque soluções"


Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas.
Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o
fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de
mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia
negativa que se transforma em doença.


Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"


Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que
está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando
toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro.
Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com
muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.


Se não quiser adoecer - "Aceite-se"


A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos
algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os
que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos,
destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é
sabedoria, bom senso e terapia.


Se não quiser adoecer - "Confie"


Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria
liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não
há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em
Deus.


Se não quiser adoecer - "Não viva SEMPRE triste!"


O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida
longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.
"O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.


Dr. Dráuzio Varela


Amor Maduro

          O amor maduro não é menor em intensidade.
        Ele é apenas silencioso. Não é menor em extensão.
        É mais definido, colorido e poetizado.
        Não carece de demonstrações:
        Presenteia com a verdade do sentimento.
        Não precisa de presenças exigidas:
        amplia-se com as ausências significantes.
        O amor maduro tem e quer problemas, sim, como tudo.
        Mas vive dos problemas da felicidade.
        Problemas da felicidade são formas
        trabalhosas de construir o bem e o prazer.
        Problemas da infelicidade não
        interessam ao amor maduro.
        Na felicidade está o encontro de peles,
        o ficar com o gosto da boca e do cheiro,
        está a compreensão antecipada, a adivinhação,
        o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto,
         os discursos silenciosos da percepção, o prazer
        de conviver, o equilíbrio de carne  e de espírito.
        O amor maduro é a valorização do melhor do outro
        e a relação com a parte salva de cada pessoa.
        Ele vive do que não morreu mesmo tendo ficado para depois.
        Vive do que fermentou criando dimensões  novas para sentimentos antigos, 
        jardins abandonados, cheios de sementes.
        Ele não pede, tem.
        Não reivindica, consegue.
        Não percebe, recebe.
        Não exige, dá.
        Não pergunta, adivinha.
        Existe, para fazer feliz.
        O amor maduro cresce na verdade e se esconde a cada auto-ilusão.
        Basta-se com o todo do pouco.
        Não precisa e nem quer nada do muito.
        Está relacionado com a vida e sua incompletude,
        por isso é pleno em cada ninharia por ele transformada em paraíso.
        É feito de compreensão, música e mistério.
        É a forma sublime de ser adulto é a forma adulta de ser sublime e criança.
        É o sol de outono: nítido mas doce.
        Luminoso, sem ofuscar. 
        Suave mas definido.
        Discreto mas certo.
        Um Sol, que aquece até queimar…
      ( Artur da Távola)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...